O que é o veganismo e como ele é aplicado na moda feminina?

Saiba como as mulheres podem salvar o planeta

Mulheres são as principais consumidoras globais. São elas que compram a comida de casa, decidem a própria roupa e sapato, as roupas dos filhos — e muitas vezes até as do marido. Também compram os móveis e decoração da casa, além de escolher produtos de limpeza e higiene.

Logo, podemos dizer que são, em parte, responsáveis pela crise ambiental gerada pela produção de bens de consumo no mundo todo. Sim, mulheres, também têm sua parcela de culpa! É preciso urgentemente pensar e agir sobre isso. Cada compra afeta, em níveis maiores ou menores, o nosso planeta.

Com isso, prestar atenção em tendências como o veganismo e o consumo consciente leva a uma reflexão sobre todos os hábitos. Se torna urgente a necessidade de trocar o uso de produtos descartáveis por duráveis, um exemplo, é a moda das calcinhas absorventes.

Parece ridículo, mas pense em escala global nos pequenos hábitos de todas e todos os consumidores do nosso planeta. Se cada um fizer sua parte, muito poderá ser mudado, além de forçar as indústrias a trabalharem com produtos naturais e que não prejudiquem o meio ambiente e os animais.

O que é o veganismo?

O veganismo é um estilo de vida. Vai muito além da exclusão dos alimentos de origem animal — que é o primeiro passo para adotar essa filosofia. Quem segue a risca a teoria, busca se manter longe de qualquer produto que inclua a exploração ou o uso de animais em sua confecção, indo desde produtos de beleza até de vestuário.

Ou seja, o veganismo não é apenas um movimento contra o consumo da carne. Até porque, se fosse apenas isso, bastaria dizer que você segue uma dieta vegana. E, na verdade, a ideia é adotar o veganismo como uma filosofia de vida: a busca por uma vida guiada pela redução de danos aos trabalhadores, ao meio ambiente e aos animais.

Como esse conceito é aplicado na moda

Sabendo que o conceito de veganismo vai muito além de uma dieta sem alimentos de origem animal, é possível ser vegano inclusive na moda feminina.

Uso de tecidos veganos

Existem muitos tecidos que não são derivados de animais, como algodão e tecidos sintéticos. Ao escolhê-los, você colabora com uma das causas, porém, não terá adotado um tecido vegano, pois as produções desses materiais podem ser extremamente prejudiciais ao meio ambiente.

Alternativas verdadeiramente veganas, que já são adotadas na moda feminina incluem o liocel, o modal, o linho, o cânhamo, a seda de soja, a seda da paz e o couro de abacaxi, por exemplo.

Para saber se está adquirindo uma peça de roupa vegana, basta conferir na etiqueta sua composição.

Calcinhas absorventes

As indústrias que fabricam produtos para o público feminino perceberam que muitas mulheres já estão conscientes do quanto um absorvente descartável é prejudicial para o meio ambiente.

Assim, surgem alternativas para atender a esse público durante o período menstrual, como as calcinhas absorventes e o coletor menstrual. Ambos os produtos são reutilizáveis e higiênicos, além de não serem prejudiciais para a saúde.

Algumas mulheres, inclusive, os consideram mais práticos e menos incômodos que os absorventes descartáveis.

Maquiagem vegana

Os produtos de beleza, como as maquiagens, também já estão aderindo ao conceito vegano. Muitas marcas já colocam ao lado do produto o selo “Vegano/Vegan”, que indica que nenhum animal foi utilizado para testes da maquiagem e que, ao mesmo tempo, ele não é prejudicial ao meio ambiente.

A tecnologia existente nos dias de hoje permite que os testes de produtos de maquiagem sejam realizados de outras maneiras.

Se há algo que todos se lembram são os protestos contra várias marcas famosas que testavam seus produtos nos animais. Nesses casos, não eram feitos os usos de nenhum tipo de anestesia, o que resultava em muito sofrimento para eles.

Como uma forma de combater esse tipo de crueldade e aderir ao estilo de vida vegano, as mulheres podem pesquisar por produtos que tenham o selo “Vegano/Vegan” e questionar suas marcas preferidas sobre a questão da preocupação com a natureza e com os animais.

O que você pode fazer para se tornar um consumidor consciente?

Além do veganismo, existem outras formas de se tornar um(a) consumidor(a) consciente, como:

Procedência dos produtos

Ler as etiquetas, saber como e por quem as roupas e itens de beleza foram produzidos.

Compras em brechós

A opção por roupas que já existem é sempre mais sustentável do que comprar novas.

Necessidade da compra

Repensar hábitos de moda pode ajudar, e muito, a conter a produção de lixo, o desmatamento de florestas e a extinção de espécies animais.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e