O “0” e o “1”

Você edifica a síntese

Colocar o homem egóico em seu devido lugar e externar o homem divinizado como em seu princípio de creação ( manifestação da Essência em forma de existência), nos permite a orientação de que o mais importante nessa passagem terrena, é a oportunidade que temos de exercer nosso poder creador: sermos creadores de valores e não de fatos.

criação de fatos é do homem intelectual a creação de valores é do homem espiritual em sua essência.

Valor é Realidade eterna, fatos são reflexos passageiros.

 Quem só conhece o Universo, mas ignora-se a si mesmo, conhece muitos nadas (000.000-zeros); conhece milhões de coisas fictícias e não reaisMas, se conhece a si mesmo, possui um valor real como o “1”. Quando colocado o “1” a  esquerda dos zeros e estes ao se colocarem à sua direita, haverá a desnulidade dos zeros, pois, deixa de ser nulidade e passa a ser valor em quantidade pela qualidade.

O homem-cósmico, ao abandonar os zeros, edifica a grande síntese: 1.000.000.000…

Desejo fervorosamente que pelo menos a cada 1 ano de sua vida aqui nesse planeta seja o “1” a esquerda dos zeros em sua vida!

Por

* Cientista Social, Pesquisador e Consultor de Desenvolvimento Humano e Empresarial. Especilizações em Psicologia Social, Análise Transacional, Administração Mercadológica, Psicodrama e Dinâmica de Grupo. Autor de livro e de programas de treinamento comportamental, com reconhecimento científico a nível nacional.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e