No Rio, quem se aglomerar pagará multa de até R$ 1,1 mil

O infrator que estiver em festas clandestinas, por exemplo, irá receber uma advertência seguida de multa de R$ 110,00 e, em caso de reincidência, terá que pagar R$ 220,00

Pessoas que participarem de aglomeração no estado do Rio de Janeiro durante a pandemia podem ser multadas, de acordo com projeto de lei aprovado nessa quarta-feira (7) pela Assembleia Legislativa do Estado Rio de Janeiro (Alerj).

O infrator que estiver em festas clandestinas, por exemplo, irá receber uma advertência seguida de multa de R$ 110,00 e, em caso de reincidência, terá que pagar R$ 220,00. Se houver persistência em violar as restrições de isolamento social, a multa pode ser multiplicada por cinco e chegar a R$ 1.100,00. 

Para que a medida comece a valer, é necessária a aprovação do governador em exercício Cláudio Castro (PSC). Ele tem, no máximo, 15 dias úteis para sancionar ou vetar o projeto de lei.  

As penalidades farão parte do Cadastro Estadual de Infratores das Normas Sanitárias e já foram definidas pela Lei 8.859/20, que obriga o uso de máscaras durante o estado de calamidade pública em decorrência da Covid-19. 

Ainda segundo o projeto, as empresas que promoverem aglomeração não sairão impunes. Os estabelecimentos responsáveis pelos eventos podem ser multados em R$ 740,00 e, se repetir a infração, o valor pode chegar a R$ 3.700,00.

O autor da medida, deputado Pedro Ricardo (PSL), afirmou que “atitudes inaceitáveis como a recusa ao uso de máscara e a participação em aglomerações festivas ou recreativas revela indiferença e negação à realidade”. O projeto teve 40 votos a favor, 14 contrários e uma abstenção.  CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e