Natalidade na China deve continuar a cair, mesmo com permissão para 3 filhos

O número de nascimentos na China continuará em tendência de baixa em 2021, agravando o problema de envelhecimento da sociedade, embora o governo tenha autorizado as famílias a terem um terceiro filho.

O Comitê Central do Partido Comunista Chinês e do Conselho de Estado – Executivo chinês – anunciaram na terça-feira que as famílias que tiverem mais de três filhos não serão multadas, ao contrário do que acontecia no passado, quando era ultrapassado o limite do filho único, que vigorou de 1979 a 2015. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e