Nada de jogos: três crianças que investem na bolsa do Forex

Foi-se o tempo em que investir na bolsa era coisa apenas de adulto. Hoje em dia, até as crianças passaram a investir

Graças a tanta tecnologia que possuímos no mundo moderno de hoje, as crianças possuem acesso a todo tipo de informação, incluindo formas de investirem em bolsas de valores. Foram esses tipos de informação que levaram as crianças Giovana, Felipe e Jhonata a se tornarem investidores na bolsa do Forex ainda novos.

Crianças podem investir na bolsa?

Ouvir ou ler que crianças estão investindo na bolsa do Forex parece até mesmo mentira. O que pode levar a pergunta de “Crianças podem investir na bolsa”?

A resposta para essa pergunta é sim, crianças e adolescentes podem sim investir na bolsa.

No entanto, é necessário que um adulto responsável pela criança abra uma conta em nome da criança ou jovem que deseja investir. Para isso é preciso levantar alguns documentos pessoais do filho como:

● Certidão de nascimento

● CPF

Por se tornar responsável pelas movimentações financeiras, o adulto também deve ter em mãos os seus documentos pessoais.

Apesar da conta na instituição de investimento desejada estar no nome do responsável, as movimentações, ordens de compra ou venda de ações serão de total responsabilidade dos responsáveis do menor.

Felipe Molero

Também considerado um dos primeiros jovens do mundo a investir na bolsa, Felipe Molero tem 12 anos de idade e começou a investir aos 10 anos.

Um dos principais motivos que levaram Molero a investir foi, acredite se quiser, a curiosidade.

Ao usar o facebook, Felipe sempre viam pessoas exibindo seus luxos e queria entender como ele poderia comprar tudo aquilo também.

Foi então que passou a pesquisar sobre o mercado de investimento e a seguir investidores famosos no YouTube.

O primeiro passo de seus investimento foi dado através de fundos imobiliários como o HSML11 (Shopping centers HSI Malls).

Suas primeiras ações foram compradas durante a pandemia, já que muitas empresas estavam em queda na bolsa.

No começo de seus investimentos, Felipe recebia cerca de cinquenta reais por mês de seus pais para que fossem investidos.

Atualmente, Felipe investe o dinheiro de seu canal no Youtube e de recebimentos de outras aplicações financeiras.

Seu setor preferido para investimento na bolsa é o setor Elétrico e todo os dinheiro investido tem como objetivo montar uma reserva para quando estiver mais velho.

Jhonata Silva

Jhonata Silva é um jovem de 13 anos de idade que foi totalmente influenciado por um simples anúncio de investimento online.

Os anúncios prometiam estratégias e possibilidades de conseguir ganhos rápidos, e foram essas promessas que lhe chamaram atenção. Mesmo ele empreendedor em vários projetos, ainda embarcou no mundo dos investimentos.

Jhonata passou a pesquisar e se interessar cada vez mais pelo mercado de investimento.

Com isso, aos 14 anos fez seu primeiro investimento e no ano de 2018, quando tinha 16 anos de idade, fundou juntamente com um amigo o site tudo forex investimentos.

Ele escolheu o ativos em sites de forex, além de (Fundos imobiliários) e ele foi bastante sortudo em sua escolha no nicho.

Conforme aprendia mais sobre aplicações financeiras, ganhos e estratégias, Jhonata ganhou confiança para investir também na compra de ações no exterior.

Seus setores preferidos para investimento são os setores de consumo não-cíclico, elétrico, ações exterior e o setor financeiro.

Giovana dos Prazeres

Filha de um professor de programação que começou a investir em 2017, Giovana dos Prazeres recebe todos os meses cerca de 300 reais para seus investimentos.

Aos seus sete anos de idade, seu pai não perdeu tempo e logo abriu uma conta para que ela também pudesse investir.

Seu pai, todos os meses, mostra a ela a evolução de todo o dinheiro que ela tem investido.

Apesar de não entender de investimento tanto quanto seu pai, Geovana sabe que seu dinheiro está sendo investido em patrimônios para seu futuro.

Por

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e