Na Grécia teia de aranha gigantesca com mais de 300 metros cobre praia

Acredita-se que o aumento da população local de mosquitos pode ter contribuído para o crescimento do número dessas aranhas

O clima mais quente em uma região no oeste da Grécia criou um cenário arrepiante em uma praia do país.

Uma enorme teia de aranha de 300 metros de comprimento cobriu uma área de vegetação à beira-mar na cidade de Aitoliko, conforme publicou o site Daily Hellas.

Especialistas dizem se tratar de um fenômeno sazonal, causado por aranhas tetragnatha, que são capazes de construir grandes ninhos para acasalamento.

Acredita-se que o aumento da população local de mosquitos pode ter contribuído para o crescimento do número dessas aranhas.

Maria Chatzaki, professora de Biologia Molecular da Democritus University of Thrace, na Grécia, diz que temperaturas mais altas e condições suficientes de umidade e de alimento criaram o ambiente ideal para estas aranhas se reproduzirem em larga escala.

“É como se as aranhas estivessem se aproveitando destas condições e fazendo uma festa. Elas acasalam, se reproduzem e criam uma geração inteiramente nova”, disse ela ao site She told Newsit.gr.

“Essas aranhas não são perigosas para humanos e não causam danos à flora local. Elas farão sua festa e logo morrerão.”

Foto crédito: Giannis Giannakopoulos

Por

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e