MPRJ acusa presidente da Câmara de Mesquita de organização criminosa e fraude licitatória

Para impedir a prática de “crimes permanentes”, o Ministério Público pediu a prisão cautelar de Nininho como instrumento de combate à organização criminosa estabelecida na Câmara de Mesquita

O presidente da Câmara Municipal de Mesquita, Sancler Nininho (Pros), foi denunciado pelo Ministério Público do Rio por organização criminosa e fraude licitatória. Segundo o documento, o parlamentar e outras sete pessoas atuam na Casa, até os dias atuais, para desviar dinheiro público, principalmente através de peculato, fraudes, falsificações e crimes licitatórios.

De acordo com o MP, o grupo atua de forma organizada, com sistema de poder hierarquizado, liderado por Sancler Nininho. Em troca eles permaneceriam em seus cargos, recebendo seus salários, muitas vezes sem trabalhar ou sem possuir qualificação profissional para exercer a função que ocupavam.

O MP ainda cita um caso específico em que Sancler e os outros denunciados, entre fevereiro e março de 2021, embolsaram irregularmente R$ 5.477 dos cofres públicos (valor correspondente a dois meses de salário de um assessor jurídico).

Ainda, segundo relatos de eleitores, que foram abordados pelos seus cabos eleitorais, nas eleições municipais de 2021, no dia da votação, ele e outros vereadores eleitos, compravam votos, oferecendo cerca de 50 a 200 reais a cada um que votassem neles. Nada aconteceu, mesmo com a presença da PM e do TRE.

Para impedir a prática de “crimes permanentes”, o Ministério Público pediu a prisão cautelar de Sancler Nininho como instrumento de combate à organização criminosa estabelecida na Câmara de Mesquita. Nininho também foi um dos responsáveis pelo afastamento da vereadora Ana Cris Gêmeas, do PSD, única mulher eleita na Câmara.

Veja outras denuncias com a conivência do prefeito de Mesquita, Jorge Miranda, denunciado por um morador da cidade, Junior Magrão

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e