Moscou não pode interferir na adesão da Finlândia e Suécia à Otan

Os dois países nórdicos pertencem à União Europeia, acrescentando que já são parceiros próximos da aliança atlântica, com participação em exercícios conjuntos

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, disse hoje (28) que se a Suécia e a Finlândia formalizarem o pedido de adesão à aliança atlântica, o processo será rápido.

Ele afirmou que essa é uma decisão dos dois países, que Moscou não pode condicionar.

O secretário defendeu que a situação na Ucrânia mostrou a importância de a aliança atlântica trabalhar de perto com países parceiros do Leste da Europa.

Stoltenberg reiterou que serão bem-vindos eventuais pedidos de adesão por parte da Finlândia e da Suécia.

Ele lembrou que os dois países nórdicos pertencem à União Europeia, acrescentando que já são parceiros próximos da aliança atlântica, com participação em exercícios conjuntos.

O secretário-geral da Otan falou em entrevista conjunta, em Bruxelas, com a presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola. RTP

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e