Morre ex-presidente que abriu caminho para fim do apartheid na África do Sul

O ex-presidente da África do Sul e detentor de um Prêmio Nobel da Paz, Willem de Klerk, que governava o país no fim do sistema racista do apartheid, morreu de câncer aos 85 anos, segundo informou nesta quinta-feira a fundação criada pelo ex-chefe de governo.

“Com grande pesar, a Fundação FW de Klerk deve anunciar que o presidente FW de Klerk morreu em paz, na própria casa, em Fresnaye, nesta manhã, depois da luta contra um câncer de mesotelioma”, indicou comunicado divulgado mais cedo. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e