Morre ex-mordomo do Papa Bento XVI que vazou documentos do Vaticano

O ex-mordomo do Papa Bento XVI Paolo Gabriele, condenado pelo Tribunal Vaticano, mas que recebeu perdão do próprio pontífice, por ter roubado e vazado documentos secretos da Igreja Católica, morreu nesta terça-feira aos 54 nos, após uma longa doença, sem nunca quebrar o silêncio.

O antigo funcionário se manteve sem comentar o caso desde o fim de um dos julgamentos mais emblemáticos do Vaticano, que teve o primeiro grande escândalo de vazamento de informações. EFE

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e