Morre atriz Neila Tavares, aos 73 anos no Rio de Janeiro

Faleceu na madrugada deste sábado (4) a atriz Neila Tavares, aos 73 anos. Ela morava em Lumiar, em Nova Friburgo, na região serrana do Rio de Janeiro, onde era sócia do grupo de teatro Pé-na-Tábua, e faleceu em Rio das Ostras, na região dos lagos, onde fazia exames médicos.

Neila foi diagnosticada com enfisema pulmonar em novembro do ano passado e foi internada quatro vezes em decorrência da doença. Na segunda-feira (30), estava em Rio das Ostras quando passou mal e foi internada novamente.

Na página em rede social do grupo Pé-na-Tábua, uma singela postagem homenageia a atriz:

“Neila Tavares deixou os palcos da terra para brilhar em outra dimensão. Siga na paz, minha amiga!”

Na página de Neila Tavares na mesma rede social, a filha dela postou uma mensagem na noite de ontem (4) agradecendo as homenagens e informando que não vai haver velório.

“Boa noite Amigos, Sou Marta filha da Neila. Agradeço as lindas homenagens. Optamos por não fazer velório ou enterro já que a mamãe achava fúnebre e sem graça. Vamos programar um encontro de despedida com música, poesia e arte para entregar as suas cinzas no rio. O encontro de despedida ainda não tem data marcada. Aviso por aqui. Vamos reunir a tribo”.

Carreira

Neila Tavares foi jornalista, atriz, diretora, escritora e apresentadora de televisão. Iniciou a carreira de atriz em 1968, no Teatro Opinião, na peça Inspetor Geral, de Gogol. Foi protagonista da peça Anti-Nelson Rodrigues, escrita pelo próprio dramaturgo, e, ao lado do então marido Paulo César Pereio comandou a companhia Bléc- Bêrd.

Na televisão, atuou em novelas como Enquanto Houver Estrelas, Tempo de Viver, Gabriela, Anjo Mau e O Casarão. No cinema, participou de obras como Memória de Helena, A Penúltima Donzela, Marcelo Zona Sul, Ali Babá e os Quarenta Ladrões, Vai Trabalhar Vagabundo, Assim Era a Pornochanchada e O Coronel e o Lobisomem.

Como jornalista, escreveu para as revistas Pais e Filhos, Mulher de Hoje, Ele e Ela e para o jornal Folha de São Paulo, além de apresentar programas nas extintas TVs Manchete e TVE, esta última uma das emissoras que deu origem à TV Brasil.

O trabalho de Neila como escritora estão os livros Histórias Maravilhosas, para Ler e Pensar; Os Mais Belos Pensamentos dos Grandes Mestres do Espírito e Orações Para Todos os Credos.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e