Médica da USP está na lista de principais cientistas do mundo

Angelita desenvolveu estudos que mudaram a forma e revolucionaram o tratamento do câncer retal em todo o mundo

A Universidade de Stanford reconheceu a médica Angelita Habr-Gama como uma das profissionais que mais contribuíram com o desenvolvimento da ciência. A cirurgiã brasileira de 89 anos, 70 deles dedicados à medicina, está na lista, atualizada no fim do ano passado, em que figuram os 2% dos cientistas mais influentes do mundo.

A médica foi a primeira mulher a fazer residência no Hospital das Clínicas de São Paulo e criou na instituição a disciplina de coloproctologia. Angelita também foi a primeira a chefiar o departamento de cirurgia da Faculdade de Medicina da USP e atualmente trabalha no Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Angelita desenvolveu estudos que mudaram a forma e revolucionaram o tratamento do câncer retal em todo o mundo. A médica conversou com Carol Nogueira no episódio do E Tem Mais da CNN e falou sobre o reconhecimento da universidade americana, da satisfação que sente ao continuar trabalhando e também de ser inspiração para as novas gerações. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e