Mayra Flores: a primeira deputada dos EUA nascida no México

Foi a primeira vez que um assento do congresso mudou de partido após as eleições de 2020

A deputada republicana Mayra Flores, do Texas, se tornou na terça-feira (21) a primeira mulher mexicana a ser empossada no Congresso dos Estados Unidos.

“É meu primeiro dia no cargo e é um dia memorável, com certeza. É assim que são feitos os sonhos: fé, família e trabalho duro”, tuitou a deputada, natural do estado de Tamualipas, norte do México.

Flores ganhou a eleição especial do 340 Distrito Congressional do Texas no início deste mês para preencher o assento deixado pelo deputado anterior, o democrata Filemon Vela.

Foi a primeira vez que um assento do congresso mudou de partido após as eleições de 2020. Eram quatro candidatos (dois republicanos e dois democratas) em uma eleição aberta a todos os partidos.

Vela deixou seu cargo em março para começar a trabalhar em uma empresa de lobby em Washington. Flores servirá o restante de seu mandato, ou seja, fica até janeiro no congresso.

“Essa vitória é para as pessoas que foram ignoradas por tanto tempo! É uma mensagem de que o establishment não vai mais ser tolerado! Começamos oficialmente a onda vermelha!”, escreveu a campanha de Flores no Facebook na noite da eleição, 14 de junho.

Vermelho é a cor do Partido Republicano. Seu principal adversário democrata, Dan Sanchez, admitiu a derrota na mesma noite.

Mas a permanência de Flores no Capitólio, em Washington, pode ser curta: ela deve concorrer nas eleições de novembro para um mandato completo, contra o deputado democrata Vicente Gonzalez, que está deixando o 15º Distrito Congressional.

Agora redesenhado, o 34º Distrito é muito mais amigável para os democratas. Em 2020, quando o presidente Joe Biden foi eleito, o partido venceu no distrito por quatro pontos, mas pode vencer agora por 16 pontos.

A mexicana-americana Flores foi beneficiada por um investimento significativo dos republicanos do restante do país e de uma relativa indiferença por parte dos democratas.

A diferença de gastos foi na ordem de 20 para 1. Os republicanos gastaram todo o possível na eleição como parte de um esforço para projetar uma força crescente com eleitores hispânicos moderados e conservadores no Sul do Texas.

Na semana passada, o Comitê Nacional Republicano do Congresso chamou a vitória de Flores de “um marco para o sucesso no Sul do Texas”, de acordo com um documento obtido pela CNN.

Antes da eleição da semana passada, o Comitê de Campanha do Congresso Democrata havia dito que os Democratas iriam manter a vaga neste ano.

“Um democrata representará o TX-34 em janeiro. Se os republicanos gastarem dinheiro em um assento que está fora de seu alcance em novembro, ótimo”, disse a porta-voz do comitê, Monica Robinson, à CNN antes da eleição especial.

O comitê se esforçou na corrida eleitoral mais tarde, gastando US$ 100 mil em anúncios digitais no início deste mês.

A falta de apoio para o concorrente Sanchez frustrou Gonzalez, o candidato democrata de novembro, que tinha dito ao site Politico semanas atrás que seria “uma tragédia” se a vaga ficasse vermelha mesmo que por um período curto. Numa declaração anterior aos resultados das eleições de 14 de junho, ele parabenizou o partido pelo interesse tardio na competição, mas exigiu mais.

“Estou satisfeito por ver os democratas se mobilizarem nessa eleição, mas o Sul do Texas precisa de investimento sustentado do partido”, afirmou Gonzales.

CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e