Mangaratiba foi uma das cidades mais atingidas por temporal no RJ

A cidade de Mangaratiba, na Costa Verde, foi uma das mais atingidas com o temporal que atingiu o Rio de Janeiro nas últimas horas. A prefeitura informou que desde a tarde de segunda-feira, (4), o município foi atingido por fortes chuvas com um volume de quase 315 milímetros (mm), o dobro do volume de chuva esperado para o mês inteiro. Devido ao aguaceiro, as aulas na rede municipal de ensino foram suspensas até a próxima segunda-feira, (11).

De acordo com a assessoria do município, o temporal provocou uma situação de anormalidade que ocasionou erosão de margem fluvial, erosão costeira/marinha, enxurradas, inundações, alagamentos bruscos e os deslizamentos de terra ocorridos em diversos locais, com situação que se agrava em decorrência do fenômeno de maré alta. Neste momento, em alguns locais há impedimento de locomoção que, consequentemente, ocasiona a interrupção dos serviços públicos, com significativos danos e prejuízos sociais, ao meio ambiente, patrimônio público e particular.

O prefeito Alan Campos da Costa criou um Gabinete de Crise para avaliar os estragos da chuva com os secretários municipais e ainda nesta terça-feira (5) será divulgado um balanço e as medidas que serão tomadas.

A prefeitura de Mangaratiba está com um canal aberto com o governo do Estado e conta com o auxílio da Defesa Civil Estadual, que está fazendo parte do gabinete de crise e já foi alertada sobre o desabamento de parte da RJ-014 na altura da localidade de Axixá.

Todas as sirenes instaladas nas áreas de risco estão em pleno funcionamento e desde domingo (3) à noite as sirenes foram acionadas 204 vezes. Até o momento a prefeitura registra 16 desalojados, inúmeros deslizamentos e dois imóveis interditados.

Atendimentos

A Secretaria de Saúde suspendeu todas as cirurgias eletivas e disponibilizou oito leitos para atendimentos de emergência. De ontem até hoje foram realizados 98 atendimentos em decorrência da forte chuva.

As doações estão sendo direcionadas para a Escola Coronel Moreira da Silva, no Centro de Mangaratiba, e os abrigos estão sendo utilizados como pontos de apoio. Nos distritos, as doações podem ser encaminhadas para as unidades dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS).

Por

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e