Lula afirma que 2019 será ano de resistência e que não baixará a cabeça

A mensagem de Lula foi publicada algumas horas antes de Bolsonaro iniciar um mandato de quatro anos, nos quais promete que o Brasil porá fim às políticas de esquerda que o PT impulsionou em 13 anos de governo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde abril e condenado a 12 anos de prisão, afirmou que 2019, ano em que Jair Bolsonaro inicia seu mandato como chefe de Estado, será de resistência e que não baixará a cabeça.

“Eles podem prender uma pessoa, como fizeram comigo, mas não podem encarcerar nossas ideias, muito menos impedir o futuro. 2019 será um ano de muita resistência e muita luta, para impedir que o nosso povo seja ainda mais castigado do que já foi. O Brasil precisa mudar, sim, mas mudar para melhor”, declarou Lula em mensagem de ano novo que escreveu em sua cela e que foi divulgada no site do PT.

A mensagem de Lula foi publicada algumas horas antes de Bolsonaro iniciar um mandato de quatro anos, nos quais promete que o Brasil porá fim às políticas de esquerda que o PT impulsionou em 13 anos de governo.

“Nosso objetivo em 2019 deve ser a defesa do povo brasileiro. Defender o direito à saúde e educação de qualidade. Ao emprego e à oportunidade de estudar e trabalhar em paz por um Brasil melhor”, afirmou Lula, que liderava todas as pesquisas de intenções de voto para as eleições presidenciais de outubro, mas foi impedido de disputar por ter sido condenado em segunda instância.

De acordo com o ex-presidente, um Brasil com mais direitos para todos só é possível quando são garantidos a plena democracia e os direitos à livre organização, à manifestação e à expressão.

“Isso só vai ser possível garantindo a democracia plena; em que seja livre o direito de organização, de manifestação e de expressão. Em que todos sejam reconhecidos como cidadãos e cidadãs. Em que se pratique a verdadeira Justiça, sem perseguição política, ódio ou preconceito”, completou.

Lula lembrou ainda que teve que iniciar o ano na cela na qual foi recluso, segundo ele, sem ter cometido nenhum crime, condenado sem provas e sem direito a um julgamento justo.

Na sua mensagem de ano novo, Lula disse que deseja que 2019 seja o início de um novo caminho para um Brasil sem fome e sem pobreza, com emprego digno e saúde e educação para todos.

“Não vamos baixar a cabeça nem deixar que tirem nossa alegria de viver e de batalhar por dias melhores. Nós sempre tivemos coragem de lutar e temos coragem de recomeçar”, destacou.

“Como diz a canção do grande Chico Buarque: ‘Amanhã vai ser outro dia'”, concluiu o ex-presidente.

EFE

Por

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.