Livro “Caminhos da Improvisação” escrito por Ademir Junior, será lançado em outubro

O educador e maestro, pretende visitar universidades e estabelecimentos de ensino música em todo Brasil para divulgar sua obra

Print page

A música popular brasileira tem bons motivos para comemorar, pois recebe para sua história uma nova obra, que irá contribuir de forma diferenciada no ensino e no processo da criatividade musical, o livro “Caminhos da Improvisação” escrito pelo saxofonista, clarinetista, arranjador, compositor, maestro e educador Ademir Junior.

O livro é uma obra diferenciada mesmo em se tratando sobre o tema improvisação, pois trata de forma elucidativa, explicando os processos básicos de organização mental dos estudos e do conhecimento necessário, como também propõe que o músico adquira plena consciência no processo de escolha de cada nota do conhecimento e prática musical.

Ademir Junior é um reconhecido músico brasileiro, filho de músico e que viveu intensamente desde os 10 anos de idade o desejo pela arte e a vida musical. Talento prodígio, se destacou em Brasília, sua terra natal, nos cursos de verão da Escola de Música de Brasília e foi aluno de extensão da UNB dos 13 aos 18 anos, onde teve oportunidade de estudar com seu grande mestre na Clarienta, o professor Luiz Gonzaga Carneiro. Autodidata no saxofone, se destacou em avançou muito rápido tecnicamente, ganhando espaço como solista e participando de grupos musicais como Squema Seis, Renato Vasconcellos e outros. Logo passou a tocar com grandes nomes da MPB, como Rosa Passos, Alexandre Pires e Arthur Maia.

O músico tem a proatividade em seu vocabulário de vida, acreditando sempre que se algo não chega até você, então precisa criar a oportunidade. Foi assim transcrevendo solos de nomes do Jazz, pois na época ele não tinha acesso aos álbuns do mercado, posteriormente montando seu trabalho com composições próprias e de forma guerreira como todo músico no Brasil já gravou 6 CDs, contando com participações de músicos como Hermeto Pascoal, Bob Mintzer, Lula Galvão, Baptiste Herbin e muitos outros.

Se destacou no cenário brasileiro também como educador na arte da improvisação, lecionando desde 2003, já tendo passado por mais de 50 cursos em todo o Brasil. Essa experiência aguçou sua percepção e lhe trouxe o desafio com o passar dos anos de estabelecer um material de sua autoria que fosse oferecido ao músico brasileiro e sua realidade.

Ademir Junior destaca que a grande dificuldade aqui no Brasil para o músico está na questão de organização dos estudos, na escolha do caminho, otimização de tempo e no desbloqueio de ideias, afasta a questão da criatividade, pois segundo ele o povo brasileiro lida muito bem com a criatividade diariamente, enfrentando os problemas da vida e construindo sempre novas histórias. Porém na questão musical o que precisa avançar é justamente pela falta de um ensino estabelecido nessa área, pois o que se tem são cursos pontuais, oficinas e muitos músicos tentando melhorar o processo, mas não ainda fazendo parte da educação básica de música.

“Por isso criam-se lacunas na construção do saber e justamente no ponto onde mais temos facilidade, pela nossa própria essência de vida, que é na criatividade, nos falta o conhecimento das ferramentas básicas e necessárias, assim temos dificuldade na organização de ideias e desconhecemos como seria possível avançar de forma coerente.” Comenta Ademir.

O livro Caminhos da Improvisação foi proposto em 5 partes, Melodia, Harmonia, Linguagens, Prática e Percepção. De forma conceitual o autor lida inicialmente na parte técnica, com muitos exemplos e propondo exercícios para cada tema, mas avança paralelamente na questão conceitual de cada parte, onde, segundo ele é a base do livro. Ademir afirma que o livro não é um método, mas uma obra que aponta os diferentes caminhos que a improvisação propõe e de forma livre contém os conceitos que visam dar base para o raciocínio e o desbloqueio emocional e psicológico na arte e prática da improvisação.

Dessa forma, o músico Ademir Junior nos deixa o seu legado e escreve seu nome na história didática do ensino da improvisação no Brasil e no mundo.

O livro é proposto para todos os níveis musicais e pode ser lido a partir de qualquer parte, pois segundo o autor, cada parte tem sua profundidade, onde poderão ser descobertos a partir dela, novos caminhos. Por isso o conhecimento proposto em “Caminhos da Improvisação” surge da própria música e criatividade não propondo um início e nem fim de acordo com suas páginas, mas uma viagem por toda a vida na construção de novos conhecimentos e sem as burocracias do passo a passo.

Foi escrito para pessoas criativas e que apreciam também a leitura, pode ser prático pela quantidade de exemplos propostos e também lido de forma meditativa, dado aos inúmeros conceitos propostos. O autor afirma que “entre a mente e o coração está o caminho para a improvisação.”

Recomendado por grandes nomes da música instrumental como Ian Guest, Nelson Faria, Maestro Spok, Paulo Sérgio Santos, Alexandre Carvalho e apresentado por Hamilton de Holanda, Caminhos da Improvisação chega em um momento oportuno para o público de milhares de músicos no Brasil, que fazem parte do time de improvisadores em todos os níveis.

Com lançamento previsto para Outubro, Ademir Junior pretende visitar universidades e estabelecimentos de ensino música em todo Brasil para divulgar sua obra. Certamente um diferencial para o modelo de ensino e a forma como enxergamos a Improvisação, que passa de longe por apenas fechar os olhos e sair tocando, demonstrando que existe toda uma engenharia de pensamentos, emoções e construções de ideias a cada segundo, onde cada músico pode então conhecer seus próprios “Caminhos da Improvisação”.

O projeto foi patrocinado pelo Fundo de Apoio à Cultura – FAC, da secretaria de Cultura do Distrito Federal, com realização da JK Produções Musicais.

*Foto destaque/crédito: Johnson Barros

Por

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.