Líder ultradireitista italiano defende “última palavra” da mulher para aborto

Líder da Liga, partido italiano de ultradireita, Matteo Salvini disse nesta sexta-feira que “a última palavra pertence à mulher” em relação ao desenvolvimento da gravidez, ao comentar a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos de retirar a proteção ao direito ao aborto.

“Acredito no valor da vida, do início ao fim, mas na questão da gravidez a última palavra é sempre da mulher”, disse o ex-vice-primeiro-ministro da Itália em comunicado. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e