Líder de grupo radical mapuche rejeita diálogo com novo governo chileno

Héctor Llaitul, líder da Coordenadora Arauco-Malleco (CAM), uma das organizações radicais de defesa mapuche no Chile, afirmou nessa quarta-feira que não irá dialogar com a atual ministra do Interior, Izkia Siches.

“Com essa posição que ela assume, não a consideramos uma interlocutora válida (…) Não temos a menor intenção de dialogar quando há discursos desse tipo”, disse Llaitul na comunidade Buta Rincón da região da Araucanía, de acordo com a mídia local. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e