Justiça da Nicarágua ordena 90 dias de prisão para líderes empresariais

Os empresários Michael Healy e Álvaro Vargas, respectivamente presidente e vice do Conselho Superior de Empresas Privadas da Nicarágua (Cosep), que foram detidos nesta quinta-feira pela Polícia Nacional, permanecerão na prisão por até 90 dias para serem investigados pelo suposto crime de lavagem de dinheiro.

O Ministério Público nicaraguense explicou que havia apresentado um pedido por escrito para uma audiência especial sobre garantias constitucionais para solicitar a prorrogação do período de investigação e detenção judicial dos dois líderes empresariais. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e