Johnson descarta renúncia e evita perguntas sobre festas em Downing Street

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, refutou nesta quarta-feira os pedidos da oposição para que renuncie e se recusou a responder perguntas sobre o escândalo das festas realizadas em Downing Street durante a pandemia, alegando que já há uma investigação policial em andamento.

Em uma tensa sessão de fiscalização do governo na Câmara dos Comuns, o líder trabalhista Keir Starmer perguntou ao premiê se pensava em deixar seu posto, uma vez que, ao contrário do que o chefe do governo defende há meses, está provado que houve festas em sua residência e em escritórios oficiais em possível violação das restrições sanitárias. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e