Joao de Deus é condenado em mais um processo por crime sexual

As acusações contra João de Deus começaram a vir a público em dezembro de 2018

A Justiça de Goiás proferiu hoje (25) nova condenação contra o médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus. O juiz Renato César Pinheiro sentenciou o médium a dois anos e seis meses de prisão por violação sexual mediante fraude.

Segundo o Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), o processo envolve uma denúncia feita ao Ministério Público por uma das vítimas. As três penas impostas a João de Deus somam 64 anos de prisão. Ele ainda responderá por dezenas de processos, segundo o tribunal. No entanto, o médium, que tem 80 anos, cumpre prisão domiciliar em função de problemas de saúde. 

As acusações contra João de Deus começaram a vir a público em dezembro de 2018, quando o programa Conversa com Bial, da TV Globo, divulgou as primeiras denúncias de abuso sexual contra mulheres que o procuravam em busca de ajuda espiritual na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiania (GO). 

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e