Investir em uma franquia ou em um negócio independente?

Veja quais são as vantagens do franchising

Abrir uma franquia ao invés de investir em um negócio do zero pode até ser um pouco mais caro, mas te dá uma garantia maior de chegar ao sucesso no empreendedorismo. Isso porque as franquias são negócios que já foram testados no mercado e puderam ser aprimorados com o tempo, atingindo um nível de maturidade que negócios novatos não possuem.

As estatísticas apontam que a cada 100 franquias que abrem no Brasil, apenas 5 vêm a fechar suas portas no período de 2 anos, isso em tempos normais de economia funcionando e sem a surpresa de pandemias. Já nos negócios por conta e risco próprios, o índice de sobrevivência de empresas recém abertas, não franqueadas, é bem menor. A cada 100 que abrem, 23 encerram suas operações no mesmo período de 2 anos. Esses números estão disponíveis no Sebrae.

Segundo a ABF – Associação Brasileira de Franchising, o mercado de franquias segue crescendo mesmo após a forte crise que acometeu o País nos últimos 3 anos. Um detalhe muito importante é que o franchising brasileiro nunca registrou recuo em toda a sua história. Só no segundo trimestre deste ano, o setor faturou R$ 40 bilhões e cresceu 8,4% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Há diversas outras vantagens de se optar por abrir uma franquia ao invés de criar um negócio do zero, mesmo porque qualquer que seja o segmento escolhido, vai ter uma forte concorrência das redes de franquias. Para trazer as mais relevantes conversamos com Mércia Vergili, uma especialista em franchising e sócia-diretora de uma consultoria do setor. Ela apontou dez vantagens comprovadas desse tipo de investimento:

Expansão – Na avaliação da consultora, a expansão através das franquias é feita de forma mais ágil, pois os modelos são prontos e as franqueadoras estão sempre estudando novos pontos estratégicos para ampliação da presença nos variados territórios, o que facilita na hora da decisão pela expansão.

Marca – Ter uma marca conhecida significa contar com departamentos de marketing que vão cuidar da propaganda, publicidade, comunicação, assessoria de imprensa e outros para ajudar na divulgação do negócio, que naturalmente acaba ficando conhecido perante o público também através da presença nas cidades com ganho de escala.

Contrato – Tanto franqueador como franqueado ficam segurados juridicamente contra possíveis revisões de acordo. Isso dá mais segurança para o investidor trabalhar e para a franquia continuar a desenvolver seus processos de aperfeiçoamento do negócio.

Gestão – Antes de abrir as portas da sua franquia você passará por um treinamento de gestão da sua unidade. A franqueadora te ensinará todo o necessário para o controle do negócio. Além disso, mesmo após a abertura, a marca continuará a acompanhar seus resultados e recomendando ações se for preciso.

Fornecedores – Além da vantagem na hora de negociar, as franquias pesquisam muito sobre quem fornece as matérias-primas e produtos para suas unidades. Por isso, os fornecedores que atuam no franchising são sempre homologados, o que garante maior qualidade nos produtos e serviços oferecidos pelas franquias aos seus clientes.

Criatividade – Lançar novos produtos não é uma dificuldade no franchising, pois as redes franqueadoras realizam pesquisas de mercado antes do lançamento do serviço ou produto proposto, garantindo assim que a aceitação junto ao público aconteça muito mais rapidamente. Há, também, uma constante busca por inovação e criação de novas soluções por parte das redes de franquias.

Padronização – É muito mais simples manter um padrão determinado que dá certo do que criar um inteiramente do zero e só depois testá-lo no mercado, não é mesmo? Ao investir em uma franquia, você conhecerá unidades da marca para conhecer a operação na ponta e entender como é o padrão adotado pela marca e que será aplicado também na sua unidade franqueada.

Negociação – A franquia irá negociar com fornecedores por preços mais baixos, já que a compra é voltada a todas as unidades da rede. Com isso, há ganho de poder de negociação e maior barganha na hora de faturar.

Suporte – Ao abrir uma franquia, você poderá contar com todo o suporte necessário na vida empreendedora como, por exemplo, orientação em temas como contabilidade, jurídico, tributário, administrativo, financeiro, etc. Para a consultora, isso evita que os franqueados tenham problemas por desconhecimento, além de os livrar de preocupações burocráticas, fazendo sobrar mais tempo para buscar o melhor resultado para o seu negócio.

Coletividade – O crescimento da marca como um todo é o seu crescimento também. Se a franquia cresce você cresce junto. O franchising é um mercado bastante colaborativo em que o sistema trabalha para o crescimento orgânico de toda a cadeia envolvida.

Por

* É jornalista, publicitário e profissional de marketing. Atua com assessoria de marketing na divulgação e geração de negócios para clientes parceiros.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e