Inteligência Artificial a serviço da voz humana

Sistema de inteligência artificial permite ouvir na voz de cantor morto a 25 anos música que ele nunca cantou em vida

A emissora de TV sul-coreana, está preparando um programa chamado Competition of the Century: AI vs Human (Competição do Século: IA vs Humanos). O programa se trata de um dueto entre um cantor humano e uma inteligência artificial. O detalhe que chama a atenção é que o programa contará com a presença do cantor Kim Kwang-seok, através da reprodução de sua voz, mas o músico morreu em 1996.

Publicada no YouTube em dezembro passado, uma prévia do programa em que mostra Kwang-seok cantando uma música gravada em 2002 pelo músico Bum-soo, “I Miss You”, já teve mais de 145 mil acessos, e o outro vídeo mostrando o making off do processo, teve mais de 750 mil visualizações.

Desenvolvida pela empresa sul-coreana Supertone, utiliza uma tecnologia chamada Singing Voice Synthesis, algo como Síntese de voz cantante. Antes de aprender 10 canções de Kwang-seok, ela aprendeu 100 de outros 20 cantores diferentes.  A inteligência artificial foi capaz de proporcionar a reprodução de forma tão similar à voz do cantor, que alcançou até a forma e com que ele pronunciava as palavras, deixando os fãs atônitos com o resultado das prévias já divulgadas.

A tecnologia tem suas vantagens. Além de matar a saudade de ouvir ao vivo a voz do seu cantor favorito, que já não está mais entre nós. Em caso de necessidade de uma publicidade, onde o artista não possa estar fisicamente presente, além de casos onde as vozes dos filmes passem a ser dubladas pelos próprios artistas detentores dos personagens.

Mas aí chegamos a uma grande questão. De quem serão os direitos autorais nesse caso? Do artista, familiares dos falecidos, ou do criador da tecnologia? Cabe-se pensar em questões assim. E mais, como cuidar para que não ocorram fraudes com as vozes criadas pela nova tecnologia? São questões importantes, em que não podemos deixar de analisar com bastante critério e debater para chegar a um ponto seguro ao nos depararmos com as novas tecnologias que nos chegam cada dia mais cheias de novidades, algumas nos aproximando até mesmo do sobrenatural.

Por

cristiane.lopes@oestadorj.com.br

* Jornalista e especialista em Gestão Cultural. Amante da cultura e das artes.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e