Guarde na sua cabeça: nunca vou tatuar meus bichos. Repita isso 100 vezes

Pessoas sem o devido amor à vida, seja ela qual for, tatuando animais domésticos

Assisti ontem a essa matéria na TV mostrando exatamente isso: animais caseiros sendo tatuados sem o menor pudor, ou pior, sem a menor higiene. Uma pergunta: por que um ser acéfalo desse, que também não deve votar nunca em quem fará o bem aos seus semelhantes, decide tatuar seu animalzinho, que absolutamente não tem a menor ideia do que está acontecendo? E pior, é anestesiado para o bel prazer de seu “tutor”?

Que raio passa na cabeça de um ser desses, que se diz tutor? Em primeiro lugar, só para esclarecer os que não são esclarecidos, tutor nada mais é que aquele que ampara, protege, defende. Guardião. Guardião, veja bem!! Acho que terei que traduzir para o russo, porque foi lá que começou essa onda ridícula de tatuar animais de estimação.

Meme do gato: 5 memes mais engraçados de pets - Blog da Cobasi

Estimação, palavra linda e poderosa. Vamos pensar mais profundamente: e se os animais tatuados falassem, será que aceitariam as tatuagens feitas no lombo deles? E se o dragão, morcego, deusa, ou qualquer sinal imbecil e sem noção não for do agrado do bicho, como fazer? Imagine um pitbull com uma tatuagem de Sininho, ou um Chihuahua com um piercing de caveira…

O animal não tem a quem recorrer, não há Cesar Milán ou Luiza Mell que resolvam. Chorar ou olhar feio também não vai adiantar. Para nossa sorte – espero – uma lei está tramitando na Câmara com o intuito de proibir com o rigor da lei (????) a aplicação de piercings e tatuagens em cães e gatos, com fins unicamente estéticos. Estéticos, veja bem!

Logo mais vão inventar de colocar silicone nas tetinhas das cadelas. Bem, isso já tem sido feito em outras espécies. E há muito tempo. Cadelas essas que têm o “poder da decisão” de colocar implantes. Mas ainda não têm cérebros suficiente para opinar nem da cor da calcinha. Se isso tiverem.

Voltando a essa bobeira de querer tatuar ou colocar piercings nos animais que ficam esteticamente alterados, envergonhados, machucados. Chip para animais? Perfeito para um caso de fuga, assim o reencontro é mais garantido e certo. Isso não tem nada de desumano, de cruel, não dói nem no seu bolso e garante que, caso seu bichinho fuja, deusmelivre, que ele seja encontrado. O chip é a garantia de que aquele é o seu fujão.

Tatuar, além de ser ridiculamente perigoso, mostra que o dono jamais deveria ter um animal. Nenhum ser vivo deve ter seu corpo alterado sem seu consentimento. Gosta de desenhos, de marcar as coisas? Pegue uma resma de sulfite, um grampeador e fique desenhando e grampeando. Quando você cansar, é só jogar fora na reciclagem. Quando o giz de cera terminar, a tia compra outros, não se preocupe com isso.

Vai lá tomar seu Nescauzinho, vai, deixa os bichos em paz. E vai dormir cedo pra não querer tatuar morcegos também.

E assim, com o devido bordão, vidas serão salvas.

Por

paula.toom@oestadorj.com.br

Jornalista, tradutora, revisora e redatora. Tem 4 cachorros, 3 gatos fixos e mais um monte ao seu redor. Cuida para que eles não sejam abandonados pelas sarjetas. É editora-chefe das colunas que você lê aqui.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e