Governo argentino antecipa aumentos do salário mínimo em meio a alta inflação

O governo da Argentina antecipou os aumentos do salário mínimo que estavam previstos para este ano para tentar proteger o poder de compra da população diante da inflação acelerada, de acordo com uma resolução publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial.

A partir de 1º de junho, o salário mínimo subirá para 45.540 pesos (R$ 1.985) para trabalhadores que recebem salário mensal, antecipando assim o aumento de 10% originalmente acordado para agosto. E, a partir de 1º de agosto, o mínimo passará para 47.850 pesos (R$ 2085), adiantando desta forma os 7% estipulados para dezembro. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e