Gianni Infantino será candidato único nas eleições presidenciais da Fifa

Infantino, que assumiu a entidade no dia 26 de fevereiro de 2016, dessa forma, concorrerá ao segundo mandato, com apoio da grande maioria das 211 federações nacionais que compõem a Fifa

O suíço Gianni Infantino, atual presidente da Fifa, será o único candidato nas eleições para definir o próximo comandante da entidade, que acontecerão no dia 5 de junho deste ano, durante 69º Congresso da federação, que será realizado em Paris, na França.

A informação foi divulgada por meio de comunicado, após o término do período de inscrições. A nota ainda aponta que o Comitê de Governança será responsável por monitorar todo o processo que envolve o pleito, garantindo a “correta aplicação dos estatutos e normas da Fifa”.

Infantino, que assumiu a entidade no dia 26 de fevereiro de 2016, dessa forma, concorrerá ao segundo mandato, com apoio da grande maioria das 211 federações nacionais que compõem a Fifa.

Nos últimos dias, foi ventilada a possibilidade do também suíço Ramon Vega, que passou por clubes como Tottenham, Cagliari e Celtic, além de ter defendido a seleção local por 20 vezes, inclusive, na Eurocopa de 1996, apresentasse candidatura, o que não aconteceu.

Infantino já havia manifestado a ideia de tentar a reeleição em junho passado, antes do início da Copa do Mundo. Em dezembro, o dirigente revelou que, desde sua ascenção à presidência, as reservas da Fifa foram de 900 milhões de euros (R$ 3,7 bilhões, em valores atuais) para 2,3 bilhões de euros (R$ 9,6 bilhões).

O suíço também destacou o investimento maior no futebol feminino, a implantação do VAR, a transparência no processo eleitoral e a escolha sem escândalos para a sede da Copa do Mundo de 2026, que acontecerá em Canadá, Estados Unidos e México.

EFE

Por

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e