Genial/Quaest: Governo Bolsonaro é avaliado negativamente por 47% dos brasileiros

Segundo o levantamento, a região onde a gestão Bolsonaro é mais rejeitada é o Nordeste, com 57% de avaliações negativas, 24% de avaliações regulares e 17% de avaliações positivas

Pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (8) indica que 47% dos brasileiros têm uma avaliação negativa sobre o governo de Jair Bolsonaro.

Os que consideram o governo regular correspondem a 26% e os que têm uma visão positiva, a 25%.

Dois por cento dos entrevistados não quiseram ou não souberam responder.

Avaliação negativa – 47%

Avaliação regular – 26%

Avaliação positiva 25%

A pesquisa foi realizada entre os dias 2 e 5 de junho, com 2 mil entrevistados. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

O levantamento tem 95% de confiança. Ou seja, se 100 pesquisas fossem realizadas, ao menos 95 apresentariam os mesmos resultados dentro desta margem.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-03552/2022.

Recorte por região

Segundo o levantamento, a região onde a gestão Bolsonaro é mais rejeitada é o Nordeste, com 57% de avaliações negativas, 24% de avaliações regulares e 17% de avaliações positivas.

No Sudeste, o governo é avaliado negativamente por 46% da população. Enquanto isso, 27% dos moradores da região avaliam a gestão como regular, e 26%, como negativa.

Na região Sul, o governo federal tem uma avaliação negativa de 42% e positiva de 30%. 26% dos entrevistados entendem que a gestão é regular.

Entre os moradores do Norte, 39% têm uma percepção negativa sobre o governo Bolsonaro, 30% têm uma percepção positiva, e 29% entendem que o governo é regular.

O presidente tem seu melhor desempenho no Centro-Oeste, com 38% de avaliações negativas, 34% de avaliações positivas e 26% de avaliações regulares.

Recorte por sexo

A avaliação negativa do governo é maior entre as mulheres, chegando a 50%. Entre os homens, o número fica em 44%.

Enquanto isso, apenas 21% das mulheres percebem a gestão Bolsonaro de forma positiva. 30% dos homens têm a mesma percepção.

O entendimento de que o governo tem uma atuação regular é compartilhado por 28% das mulheres e por 25% dos homens.

Recorte por renda familiar

O governo de Jair Bolsonaro teve melhor desempenho entre os entrevistados com renda familiar até dois salários mínimos, com 52% de avaliação positiva, 26% de avaliação regular e 20% de avaliação negativa.

Na faixa entre dois e cinco salários mínimos, a gestão do atual presidente foi avaliada como negativa por 46%, como regular por 28% e como 25%.

Entre os que recebem mais de cinco salários mínimos, 43% têm uma avaliação negativa, 32% têm uma avaliação positiva e 24% têm uma avaliação regular.

Recorte por religião

Entre católicos, a avaliação negativa do governo Bolsonaro é de 51%, a avaliação regular é de 24% e a positiva é de 22%.

O presidente tem um desempenho melhor entre os evangélicos. 33% dos entrevistados têm uma percepção negativa da atual gestão. Outros 33% têm uma percepção positiva. Enquanto isso, 32% têm uma percepção de que o governo faz uma atuação regular. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e