França construirá nova geração de submarinos de ataque nuclear

A França, a partir de 2035, terá uma nova geração de grandes submarinos de ataque nuclear equipados com mísseis atômicos intercontinentais, que serão fundamentais para manter a política de dissuasão estratégica, anunciou na sexta-feira 919) o governo francês.

São quatro navios de terceira geração, que substituirão os quatro submersíveis da classe “Le Triomphant” e que formam a ponta de lança das forças estratégicas da Marinha francesa, afirmou a ministra da Defesa, Florence Parly, em comunicado.

Os novos submarinos entrarão em serviço progressivamente a partir de 2035, dependendo da retirada das unidades do “Le Triomphant”, cuja primeira unidade começou a funcionar em 1997.

Além disso, os novos submarinos, que serão “o objeto tecnológico mais complexo do mundo”, também equiparão futuras novas versões dos atuais mísseis atômicos intercontinentais M51, acrescentou o comunicado.

A construção será realizada pelo Grupo Naval, um dos principais construtores navais militares da Europa, e no qual a França detém a maior parte do capital. A empresa tem seu pátio de submarinos no porto de Cherbourg, no noroeste do país. EFE

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e