Flamengo quebra tabu e VAR em Curitiba

Para a próxima partida do Flamengo, contra o Fortaleza no Castelão, Everton Ribeiro e Bruno Henrique estão suspensos

Há oito anos o Flamengo não vencia o Athletico-PR dentro da Arena da Baixada, em Curitiba. Mas no último domingo (13), com dois gols de Bruno Henrique, mais um tabu foi por terra para o líder isolado do Brasileirão.

Apesar da vitória, o treinador Jorge Jesus não poupou críticas à arbitragem, em especial ao juiz Rodrigo do Amaral (SP), que operou o árbitro de vídeo (VAR) e anulou uma penalidade a favor do Flamengo no primeiro tempo, quando o jogo ainda estava empatado em 0 a 0.

“Não pode tomar uma decisão e nem estar no campo para fazer outras asneiras. Não tem capacidade. Nem sei quem foi, mas não pode andar no VAR. Vai para casa, férias”, esbravejou o treinador português, que também foi amarelado pelo juiz Bráulio da Silva Machado (SC), assim como outros cinco jogadores do time carioca.

Para a próxima partida do Flamengo, contra o Fortaleza no Castelão, Everton Ribeiro e Bruno Henrique estão suspensos. Outra baixa flamenguista é Rafinha. O lateral-direito sofreu um traumatismo na face após um choque com o atacante Rony.

Depois do compromisso no Ceará, o Flamengo volta ao Rio para enfrentar o Fluminense no Maracanã.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e