Feliz Navidad com ou sem presentes

Árvores de Natal montadas, luzes nas janelas acesas, mais na janela, presentes comprados e frutas na mesa. Tudo pronto. Mas será que estamos prontos?

O Natal está chegando e com ele o clima de esperança, fé e amor ao próximo. Há também o momento em que analisamos a meta atingida ou se precisamos de mais foco para o ano seguinte. Muitas coisas pesam nesse momento. Imaginamos num primeiro momento que basta nesses trinta e poucos dias que tudo que fizermos nos livrará do martírio e de nossas falhas. E como temos ao longo da vida momentos que duvidamos que tenhamos tido. Verdade, e basta uma data como esta para que a maioria se pegue a rezar, lamentar e prometer ser justo e fiel. É difícil, mas é possível.

Conversando com meu amigo Juarez Botelho, percebi que a vida nos foi dada para que pudéssemos evoluir e aumentar nossos créditos espirituais. Bom isso. Não acredite naquela pessoa que faz o mal e depois vem se desculpando e dizendo que é temente a Deus. Sim, existe aquele que é tocado e muda sua vida fazendo o melhor. Mas sabemos que a maioria se nega a entregar sua vida de verdade aos princípios e valores que um nobre rabino fez há mais de dois mil anos atrás. Que pena.

Não importa o tamanho da árvore, e sim a sua intenção

Ainda seguindo a linha do Juarez, podemos viver a vida terrestre e ter alegria, amor, felicidade e aproveitar as coisas da vida, é claro que sem exageros, sem deixar de lado os princípios e valores citados e homologados quando ainda não imaginávamos viver. Somos de carne e osso sim e somos imperfeitos, mas podemos caminhar em busca de uma felicidade plena e para isso, vem a história dos valores citados acima. Quando estamos em harmonia com o Divino, nada é capaz de nos deixar mal.

Enfim, é Natal! E o que fizemos? John Lennon já falava sobre o que fizemos e o que precisamos para atingirmos a plenitude. Só que até hoje não aprendemos o caminho. Muitos tentam, mas acabam se perdendo nas veredas deixadas. Mas ainda temos esperança de um dia, finalmente, conseguirmos a senha correta para um mundo de luz, paz e amor. Vida longa ao Papai Noel e a sua história que ao longo dos anos espalha esperança, sonhos e um motivo para continuarmos aqui… O amor puro e verdadeiro. Que Deus continue nos dando a oportunidade de ser feliz e de amar a vida de uma forma única.

Que o mundo se torne um lugar livre para se viver e que os povos possam ser mais amigos e prósperos. A vida é muito curta aqui na terra e precisamos estar muito atentos ao próximo, e não apenas nas festas de fim de ano, onde muitas pessoas que durante o ano inteiro fazem o mal, ignoram os valores, não respeitam seus semelhantes e por fim, descriminam os diferentes. Mas no fim de ano, essas mesmas pessoas se tornam verdadeiras “almas” caridosas. Ao último pedaço de peru e a última taça de vinho, voltam todos ao normal, deixando a amargura tocar seus corações. Então, que não deixemos o peru acabar e trocar a garrafa de vinho, por um galão capaz de prender todos no clima de Natividad!

Por

alexandre.mauro@oestadorj.com.br

Jornalista e comentarista esportivo. Moro em Niterói há 22 anos. Fã de cultura e esportes. Ex-editor em jornais na cidade do Rio de Janeiro. Atualmente me dedico à interatividade cultural. Acredito na importância da divulgação por todos os meios da cultura nesse país.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e