Ex-governador Pezão retira tornozeleira eletrônica

Em junho, Pezão foi condenado a 98 anos de prisão por corrupção pelo juiz Marcelo Breta

O ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão retirou a tornozeleira eletrônica, após autorização do juiz titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas. A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária informou que, cumprindo decisão judicial, desinstalou a tornozeleira eletrônica nesta quinta-feira (21).

Em sua decisão de terça-feira (19), Bretas determinou que o ex-governador mantenha o compromisso de comparecimento em juízo para todos os atos designados pela autoridade competente; a proibição de ocupar cargos ou funções públicas no estado ou no município do Rio, enquanto durar o processo; o dever de comunicar eventuais viagens para fora do estado do Rio; além do dever de informar ao juízo eventuais mudanças de endereço residencial.

Em junho, Pezão foi condenado a 98 anos de prisão por corrupção pelo juiz Marcelo Bretas. Os crimes atribuídos ao ex-governador dizem respeito às operações Calicute, Eficiência e Boca de Lobo, todas desdobramentos da Operação Lava Jato no Rio.

Bretas considerou, em sua sentença, que Pezão, ex-vice-governador de Sérgio Cabral, deu continuidade aos crimes, após assumir o governo do estado. O ex-governador responde em liberdade por ser sua primeira condenação.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e