EUA alertam Rússia que uso de armas químicas geraria consequências

O conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, falou nesta quarta-feira (16) com o secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Nikolay Patrushev, e o alertou sobre as consequências de “qualquer possível decisão da Rússia de usar armas químicas ou biológicas na Ucrânia”.

Um comunicado da Casa Branca após a ligação telefônica, o primeiro contato de escalão tão alto divulgado ao público entre os dois países desde a invasão da Rússia à Ucrânia, não especificou quais seriam essas consequências.

Washington e seus aliados acusaram a Rússia de disseminar uma acusação sem fundamento de que a Ucrânia tinha um programa de armas biológicas como um prelúdio para potencialmente lançar o seu próprio ataque biológico ou químico.

O Ministério da Defesa da Rússia acusou Kiev na terça-feira (15), sem fornecer evidências, de planejar um ataque químico contra seu próprio povo para acusar Moscou de usar armas químicas no conflito com a Ucrânia que dura três semanas.

Sullivan disse a Patrushev que, se a Rússia estiver falando sério sobre diplomacia, deveria parar de atacar cidades ucranianas, segundo o comunicado da Casa Branca.

Sullivan reiterou a oposição dos EUA à invasão da Rússia à Ucrânia e disse a Patrushev que os EUA fariam com que a Rússia pagasse por isso, disse a Casa Branca. Reuters

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e