Equador congela preço de combustíveis após impasse com movimentos sociais

O presidente do Equador, Guillermo Lasso, anunciou nesta sexta-feira o congelamento do preço dos combustíveis e que aplicará “sem exceções” os preços oficiais da cesta básica no país, após um impasse com os movimentos sociais sobre as suas reformas tributária e trabalhista.

“Estão suspensos os aumentos mensais dos preços dos combustíveis, e o preço da gasolina extra está fixado em US$ 2,55 e o preço do diesel para o transporte público, comunitário, escolar, de turismo, carga pesada, misto e geral está fixado em US$ 1,90”, anunciou o presidente. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e