Em Meio ao #FiqueEmCasa Pessoas Começam a Tentar a Vida Online

Por conta das restrições, e tentativas de frear o número de contaminados pelo Novo Coronavírus, o movimento #FiqueEmCasa foi criado, para que todos respeitassem o isolamento social.

Com isso, muitas pessoas se viram sem trabalho, ou com seus ganhos mensais drasticamente reduzidos. E foi aí que um termo se tornou ainda mais popular, trata-se do empreendedorismo digital.

Em resumo, significa a criação de novos empreendimentos, e na transformação de negócios que já existem, por meio do desenvolvimento e criação de novas tecnologias digitais.

Também é possível adaptar ou criar um serviço que funcione na internet, o que é algo extremamente importante no mundo de hoje.

Com isso, ao montar um negócio, toda a sua divulgação é feita através das redes sociais como Instagram, Facebook e WhatsApp. O empreendedorismo digital permite um alcance muito maior para o seu produto ou serviço.

De acordo com uma pesquisa realizada em 2019, há cerca de 135 milhões de brasileiros que usam a internet. Isso representa 75% da população do país. Apenas para compararmos, esse número era de apenas 25% em 2005.

Negócios Para Começar em Casa Durante a Quarentena

Para quem se interessou e está desempregado no momento, ou mesmo para quem quer garantir uma renda extra, abaixo vão algumas dicas de negócios online para começar na quarentena.

São ideias para quem deseja tentar a vida online, e quem sabe, fazer desse trabalho a sua principal fonte de renda.

• Criar um site: muitas pessoas estão ganhando dinheiro com sites. Afinal de contas, é uma maneira prática, que não exige muito investimento, e que qualquer pessoa consegue fazer. Aliás, há muitos vídeos ensinando como criar um blog do zero, de maneira bem simples e rápida.

• Produzindo e-book: se você tem conhecimento em alguma área, pode aproveitar para ensinar o que sabe a outras pessoas, e ganhar dinheiro com isso. Você pode trabalhar criando e-books em plataformas como o 99Freelas, Workana, e muitos outros.

• Redator freelancer: essa também é uma maneira de ganhar dinheiro online. É possível se cadastrar em plataformas, como as mesmas citadas acima, e escrever sobre assuntos variados para sites, blogs e redes sociais.

E muito mais.

“Enfim, são muitas as formas de ganhar dinheiro na internet, e superar com mais tranquilidade, os problemas que a pandemia trouxe.” diz Jhonata Silva, empreendedor criador do blog Melhor de Verdade.

Como o Empreendedorismo Digital Foi Afetado Pela Quarentena?

De maneira geral, o empreendedorismo foi afetado bastante pela pandemia, mas de um modo positivo. Inúmeros negócios se viram forçados a estarem presentes somente na internet, para que conseguissem faturar e fechar o mês.

É inegável que a pandemia trouxe e trará muitas transformações para todo o mundo, e em qualquer segmento. Desde a saúde física e mental, até empresas de pequeno, médio e grande porte. Enfim, todos foram afetados, sem exceção.

Com isso, a grande maioria já percebeu que a internet era a saída para continuar faturando, e manter as portas abertas, ainda que não fosse fisicamente. Antes era opcional, ainda que com grande pressão. Porém, hoje é obrigatório.

Muitos desses negócios, mesmo sendo necessidades básicas, como um supermercado, precisaram se reinventar para que um bom número de vendas se mantivesse, ou até crescesse, se comparado ao patamar de antes da pandemia.

E um dos que mais aumentou foi o delivery. Como as campanhas diziam justamente para ficar em casa, pedir entregas foi a melhor saída. Por isso, aplicativos como o iFood, Uber Eats e Rappi foram usados como nunca pela população.

E como muitos acabaram perdendo seu emprego ou tendo sua renda reduzida, se cadastrar nos aplicativos e começar a fazer as entregas foi uma alternativa muito utilizada também.

Além da entrega de alimentos, diversos outros itens também foram incorporados aos deliveries, como, por exemplo, remédios, roupas, aparelhos eletrônicos, documentos, entre outros. AB

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e