Eleições à vista: a difícil missão de votar em alguém

Parece algo simples né?!... Ir até a urna, colocar o número do seu candidato e confirmar. Mas não é, temos que escolher entre milhares de candidatos que não sabem sequer o que farão no poder

Começou a temporada de propaganda política no rádio e na TV. E, gente….. ! Dá vergonha de ver quanto não existe de mínimo de discernimento para colocar um candidato na disputada eleitoral. Tem cada peça que parecer estar tirando sarro da cara do eleitor. E o que falar das promessas de campanha? Bem…, o que temos visto nos últimos tempos, é candidato prometendo milhões de coisas e chegar na hora do “vamos ver”, recuando e continuando com a velha política.

Posso estar errada, mas, acho que não deve ser fácil para o politico que quer trabalhar de verdade, o que é raro… diria uma espécie em extinção fazer tudo que prometeu em campanha. A pergunta é: será que esses candidatos que hoje estão disputando as eleições municipais têm noção de como está o caixa da cidade nesse momento e como farão para cumprir suas promessas? Será que estudaram para saber se haverá um bom relacionamento com os candidatos à câmara de vereadores, para aprovar seus projetos?

Porque esse filme: “vou fazer isso, aquilo, diminuir isso, aquilo” nós já assistimos. Agora dar a cara a tapa, de verdade, bater de frente…. Ahhhh….. isso ainda está difícil. Enquanto isso, não saímos da página 1. A saúde continua a mesma para os que necessitam dela, para cobrir os rombos da dívida pública aumentam e criam novos impostos. O transporte público continua igual, só muda a modernidade dos ônibus. As questões de saneamento básico continuam iguais, muitas famílias ainda não têm esgoto e nem água tratada. E a educação? Precisa melhorar muito.

A verdade é temos esses políticos nas mãos e eles dependem de nós para estar lá. É difícil votar, eu sei, acho que o brasileiro em si está desacreditado na política. Estamos fartos de tantas promessas. Vamos lá: votar consciente! O futuro das cidades, dos estados e do país depende somente de nós.

Por

Ex-repórter redatora (editoria geral) e editora chefe do webjornal O Estado RJ. Atualmente é colunista (Vamos Lá!)

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e