É possível ensinar alguém a ser empreendedor?

Esta é uma pergunta muito usada por aqueles que já sabem o que fazer, mas ainda ficam com suas reservas no medo

Defendo o ensino do empreendedorismo pois não acredito que nasci empreendedora. Assim como não nascemos Engenheiro de Produção, Supervisor de Ensino, Consultor, Karateca, etc. Durante a vida nós tomamos nossos chás de Conhecimento, Habilidades e Atitudes. Mas este chá tem que ser tomado dia a dia.

Nem todos seremos os empreendedores de sucesso, assim como nem todos que fizeram Direito serão os Advogados de sucesso. Mas seremos empreendedores felizes fazendo aquilo que gostamos: criando soluções para resolver problemas.

Seja o empreendedor que você sonhou. Você pode!

Existem diversos cursos para aprendermos, praticarmos e nos aperfeiçoarmos em nossos Conhecimentos, Habilidades e Atitudes empreendedoras. Basta procurar e começar agora.

Salvo raras exceções, o ensino no Brasil hoje é antiquado. Então procure saber como é a didática do curso que irá fazer. O professor não pode ser o dono da verdade. Na maioria dos cursos, principalmente em faculdades e escolas, o professor fala e o aluno escuta e aceita. No novo ensino, não existem professores, existem facilitadores que conduzem as discussões e mentores que auxiliam através de suas experiências. Mas o aluno tem direito de opinar, de pensar diferente, de criar sua própria teoria inclusive. Até porque, empreender é pensar diferente, pensar fora da caixa. Já pensou nisso?

Segundo a Junior Achievement, “ser empreendedor é uma atitude de vida que se aprende… e desde cedo. O ensino do empreendedorismo deve começar desde os primeiros anos de escolaridade de uma criança. As crianças e os jovens que são colocados em contato com o ensino do empreendedorismo ao longo da sua vida acadêmica terão mais vontade de criarem as suas próprias empresas, serão mais empreendedoras no seu local de trabalho, terão melhores rendimentos, serão mais felizes e terão mais sucesso na sua vida profissional.”

A  Educação empreendedora é um caminho para ultrapassar as barreiras impostas para empreender

Barreiras burocráticas, financeiras, econômicas, enfim, uma série de obstáculos que muitas vezes desencorajam o empreendedor a transformar seu projeto em realidade.

Um estudo da BabsonCollege disse que se você levar um aluno a fazer cursos sobre empreendedorismo, ele tem grandes chances de querer começar seu próprio negócio. O estudo encontrou uma evidência “esmagadora” de que, se os estudantes de negócios tiverem pelo menos duas classes principais sobre empreendedorismo,  podem ser “influenciados positivamente” a iniciarem seu próprio empreendimento.

Nesse contexto, difundir a educação empreendedora pode ajudar mais pessoas a empreenderem e,consequentemente, superarem as barreiras com Conhecimento, Habilidades e Atitudes aprendidas. É importante se qualificar sempre, se atualizar e antecipar as possíveis dificuldades que virão, não só com vontade, mas com técnicas e conhecimentos adquiridos.

Então vamos estudar e aprender cada vez mais sobre o que queremos empreender e principalmente que tipo de empreendedor quero ser.

Siga em frente, você pode conseguir o que quiser, só não pare! Se parar, é apenas para respirar fundo e continuar!

Eu acredito em você!

Por

leny.espinola@oestadorj.com.br

* Radialista, Fotógrafa e Palestrante Motivacional.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e