Dólar sobe e fecha a R$ 5,57

Já a bolsa recuou, também repercutindo a prévia da inflação e as expectativas de um aumento mais forte nos juros pelo Banco Central

O dólar fechou em alta nesta terça-feira (26), com ajustes precificando o impacto da aceleração da inflação no Brasil após a divulgação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA15).

Já a bolsa recuou, também repercutindo a prévia da inflação e as expectativas de um aumento mais forte nos juros pelo Banco Central.

No fim do pregão, o dólar à vista subiu 0,36%, a R$ 5,5727. Já o Ibovespa caiu 2,11%, a 106.419 pontos, devolvendo quase todo o ganho da véspera, quando experimentou uma trégua após a pior semana desde o final de março do ano passado.

No Brasil, o mercado de juros esteve pressionado, com a taxa do DI janeiro de 2023 em disparada após o IPCA-15 de outubro ter vindo bem acima das expectativas.

Os investidores também estão de olho na reunião nesta semana do Comitê de Política Monetária (Copom), que deve elevar a taxa básica de juros, a taxa Selic.

Além da prévia da inflação, a criação de empregos formais, com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) ficou aquém das expectativas do mercado.

Os balanços corporativos de empresas como Klabin e TIM também ocupam as atenções nesta sessão. O mercado acompanhará os dados, mas sem tirar os olhos de Brasília após a piora nas revisões para a economia brasileira. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e