Dólar fecha em alta de 0,52%, a R$ 4,77; Ibovespa cai

Hoje, a moeda norte-americana se recuperou após registrar a oitava sessão seguida de desvalorização na sexta-feira

O dólar teve alta de 0,52% e encerrou esta segunda-feira (28) cotado a R$ 4,771, após falas de dirigentes do Fed (Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos) reforçarem as apostas em uma alta de 0,5 ponto percentual nos juros do país em maio. O movimento representaria um ciclo mais duro de elevação de juros, favorecendo a moeda norte-americana.

As perspectivas sobre os juros brasileiro e norte-americano enfraquecem um ciclo de valorização do real apoiado nos juros altos do Brasil, ativos descontados na bolsa de valores e pela busca de investidores por países produtores de commodities, cujos preços sobem em meio à guerra na Ucrânia.

Hoje, a moeda norte-americana se recuperou após registrar a oitava sessão seguida de desvalorização na sexta-feira. Na semana anterior, o dólar desvalorizou 5,38%, e encerrou cotado em R$ 4,746, menor valor desde 11 de março de 2020.

Já o Ibovespa terminou em queda de 0,29%, aos 118.737,78 pontos, puxado para baixo pelo recuo de ações de petroleiras, incluindo a Petrobras, em meio à queda do petróleo conforme o mercado espera uma demanda menor pela commodity. A piora nas projeções de inflação no país, o que exigiria juros maiores, também prejudica o mercado de ações.

Na última semana, o principal índice da B3 fechou aos 119.081 pontos, com alta semanal de 3,27%. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e