Desmatamento na Amazônia peruana equivale ao uso de 10 milhões de carros

A perda de florestas na Floresta Amazônica peruana libera na atmosfera uma média anual de 12,5 milhões de toneladas métrica de carbono, o equivalente ao funcionamento de 10 milhões de carros, segundo indica estudo publicado nesta terça-feira pelo Projeto de Monitoramento da Amazônia Andina (MAAP).

De acordo com a pesquisa, o desmatamento causou a perda de mais de 100 milhões de toneladas métricas de carbono entre 2013 e 2020, o que equivale as emissões provocadas por 80 milhões de carros de veículos automotivos. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e