Decisão sobre extensão de auxílio emergencial será tomada ao longo de agosto

Se a equipe econômica observar que a atividade já está voltando à situação de normalidade, “certamente” a necessidade de extensão do auxílio será “muito menor”

A decisão sobre eventual extensão do auxílio emergencial será tomada ao longo de agosto, afirmou nesta quinta-feira o secretário do Tesouro, Bruno Funchal, acrescentando tratar-se de uma decisão política que também levará em conta a situação da economia e a dimensão do benefício.

“Certamente, a dimensão dessa necessidade é muito menor do que era lá em março”, afirmou ele, em live promovida pelo Jota.

Atualmente, o benefício é de 600 reais e, após ter sido estendido por mais dois meses, irá cobrir o período de abril a agosto por um custo de 254,4 bilhões de reais —medida de maior impacto fiscal do governo para o enfrentamento à crise do coronavírus.

Segundo Funchal, se a equipe econômica observar que a atividade já está voltando à situação de normalidade, “certamente” a necessidade de extensão do auxílio será “muito menor”.

“Enquanto houver pandemia e enquanto a gente estiver numa situação de necessidade, a gente precisa avaliar”, completou.

Reuters

Por

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e