Cuba acusa EUA de arrogância pela advertência sobre manifestação de novembro

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, acusou neste sábado o governo dos Estados Unidos de “arrogância, prepotência e frustração” por sua advertência de aplicar sanções caso Havana persiga os organizadores da manifestação prevista para o dia 15 de novembro.

Díaz-Canel compartilhou dois artigos da mídia estatal no Twitter, onde voltou a culpar Washington por financiar e organizar “o esquema desestabilizador” contra Cuba, referindo-se ao pedido dos ativistas de marchar pela libertação de presos políticos e outras reivindicações. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e