Covid-19: especialistas preveem que terceira onda pode atingir Brasil em junho

O número de mortes pelo novo coronavírus pode chegar a 615 mil pessoas até agosto se a imunização não avançar

Especialistas acreditam que uma possível terceira onda da Covid-19 pode chegar ao Brasil em junho. Segundo o epidemiologista e professor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) Pedro Hallal, a expectativa desse aumento de casos era esperada apenas para o mês seguinte.

“A tendência era [a terceira onda] viesse em julho e vai chegar em junho por vários motivos”, disse Hallal. “O primeiro deles é que o patamar inicial já é muito alto. Quando estabilizamos em dois mil óbitos por dia, já começamos a reabrir o país.”

Além disso, o ritmo lento de vacinação e a descoberta de novas variantes podem deixar essa terceira onda da doença ainda pior.

De acordo com uma estimativa do matemático Osmar Pinto Neto, da Universidade Anhembi Morumbi, o número de mortes pelo novo coronavírus pode chegar a 615 mil pessoas até agosto se a imunização não avançar. 

Quanto às cepas da doença, o país tenta conter atualmente a variante originária da Índia, que já tem oito casos confirmados nos estados do Maranhão, Rio de Janeiro  e Minas Gerais. 

A aproximação da terceira onda também se reflete no sistema de saúde, que está voltando a ficar sobrecarregado. A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em grande parte dos hospitais particulares de São Paulo está em 85%. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e