Conjunção planetária: Vênus e Júpiter se encontrarão no final deste mês de abril

As primeiras horas da manhã de 30 de abril e 1º de maio proporcionarão ótimas oportunidades de visualização, de acordo com a EarthSky, e você não precisará de um telescópio para vê-las

Vênus e Júpiter vão aparentar um “encontro” no céu no final do mês, apesar de estarem a milhões de quilômetros de distância.

Os dois planetas aparecerão mais próximos por volta das 16h (horário de Brasília) de 30 de abril, com Vênus 0,2º ao sul de Júpiter, de acordo com a EarthSky. A distância é menor que o diâmetro da Lua, acrescentou o site.

Em 1º de maio, os planetas continuarão em seus caminhos e vão parecer estar se afastando do ponto de vista da Terra.

A conjunção Vênus-Júpiter acontece cerca de uma vez por ano, mas este ano os dois planetas aparecerão significativamente mais próximos do que normalmente, disse Patrick Hartigan, professor de física e astronomia da Universidade de Rice, em Houston.

Uma conjunção é quando dois planetas parecem se tocar no céu do ponto de vista da Terra, de acordo com a Nasa.

A última vez que os dois planetas estiveram mais próximos do que a conjunção deste ano foi em agosto de 2016, embora tenha sido mais difícil de ver por estarem próximos do Sol, de acordo com Hartigan.

Nas noites que antecedem a conjunção, a Lua se tornará lentamente menos visível à medida que transita para uma lua nova em 30 de abril, segundo a Nasa.

Embora a conjunção ocorra no final do mês, os espectadores já podem ver os dois planetas se aproximando lentamente. Em 27 de abril, eles estarão separados por 3,2º, disse a EarthSky.

Marte e Saturno se alinharão aproximadamente ao norte de Vênus e Júpiter, de acordo com a EarthSky, o que significa que os astrônomos poderão ver quatro planetas enquanto observam a conjunção.

O alinhamento significa que os planetas formam uma linha entre eles, mas não aparecem significativamente próximos um do outro como uma conjunção.

“Vênus e Júpiter são tipicamente os dois planetas mais brilhantes no céu, então eles podem dar um show quando estão em conjunção próxima. É uma visão bonita e fácil para todos verem”, disse Hartigan.

Como visualizar a conjunção

As primeiras horas da manhã de 30 de abril e 1º de maio proporcionarão ótimas oportunidades de visualização, de acordo com a EarthSky, e você não precisará de um telescópio para vê-las.

No Hemisfério Norte, os espectadores devem olhar ao longo do horizonte sudeste assim que o amanhecer começa a raiar, mas enquanto ainda está escuro o suficiente para ver algumas estrelas, disse Hartigan.

Os observadores de estrelas no Hemisfério Sul também poderão ver a conjunção nas mesmas condições, exceto que Vênus e Júpiter aparecerão acima do horizonte leste, disse a EarthSky.

Ao contrário do Hemisfério Norte, Vênus aparecerá acima de Júpiter em 30 de abril e abaixo de Júpiter em 1º de maio no Hemisfério Sul, de acordo com Hartigan.

Como a Lua não será iluminada, será mais fácil ver os dois planetas quase se tocando no céu. Isso desde que o céu esteja limpo, já que o mau tempo bloquearia a visão da conjunção.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e