Como tirar a 2a via da carteira de vacinação

Segundo o site Brasiliana 2a via, a carteira de vacinação é um dos principais documentos que todo brasileiro deve ter. Registrar as vacinas tomadas e as próximas doses é fundamental para manter a saúde em dia. Por isso, saber como tirar a 2a via da carteira de vacinação está no topo das pesquisas. Seja pelo passar de muitos anos, pela perda do documento em algum acidente doméstico ou por outras situações.

Se este é o seu caso e está confuso sobre a importância da segunda via, saiba que a documentação proporciona o controle das vacinas. Isto é, em todas as etapas da vida. O indivíduo que preza pela sua saúde precisa seguir até o posto mais próximo para fazer o novo documento. Como aconselha o Ministério da Saúde.

Em tempos de imunização contra a Covid-19, este assunto voltou à tona, não é verdade?. Sendo assim, preparamos um informativo bem farto para te guiar nessa jornada. Descubra as informações que o canal de notícias Brasiliana 2a via reuniu sobre como tirar a nova via da carteira de vacinação. Vem ver!

Plano Nacional de Imunização

Vale destacar que ao longo dos anos, as campanhas de vacinação no Brasil têm contribuído para o combate e a erradicação de doenças como a varíola e a pólio. O que só foi possível graças a um programa de vacinação complexo que abrange todas as regiões do país. Criado em 1973, o Plano Nacional de Imunização é reconhecido mundialmente pela  eficiência e pela cobertura em território brasileiro. 

Com o início da vacinação contra o coronavírus, a carteira de vacinação precisou ser retirada do fundo da gaveta. “Mas, se eu não encontrar, posso tomar a vacina mesmo assim? Posso solicitar uma segunda via do documento?

Acompanhe no texto abaixo o que a Brasiliana constatou sobre o tema.

O que é a Carteira de Vacinação?

A carteira é o documento que contém as datas de aplicação, além da quantidade de doses que foram administradas. Todas as vacinas do PNI são registradas na carteira logo após a aplicação. Por meio dela, temos o registro também das vacinas ou doses que ainda faltam tomar. Apontando um possível retorno à unidade de saúde. 

Seja pública ou particular, é a unidade de saúde a responsável por fornecer a carteira, obedecendo a legislação vigente.

O ideal é que todos tenham acesso ao registro de vacinas, que será realidade num futuro próximo. Através do aplicativo “Meu digi SUS”, ainda em fase de desenvolvimento, isso poderá ser feito. Hoje apenas alguns tem acesso ao histórico de vacinas, dependendo da idade da pessoa. 

Como consultar o calendário de vacinação?

O calendário de vacinação apresenta o cronograma de todas as vacinas que serão administradas no ano. As informações são exibidas no site do Ministério da Saúde, como também nos portais do governo e das prefeituras. Você também pode acompanhar as atualizações pelas plataformas de notícias, como a Brasiliana. Fique por dentro de tudo!

Vale lembrar que algumas vacinas obedecem faixas etárias, enquanto outras devem ser tomadas todos os anos. Por isso é essencial consultar uma opinião especializada.

Posso ser vacinado sem a carteira de vacinação?

Embora seja importante tê-la em mãos, você pode tomar as doses sem a carteira que comprova as vacinas anteriores. Não há contra indicação em tomar a mesma vacina em caso de esquecimento. Neste caso, a única possibilidade é de tomar uma dose sem necessidade.

Porém, não é porque perdeu a carteirinha que ficará sem vacina. No posto de saúde o profissional irá aplicar as vacinas adequadas conforme a idade, sem maiores prejuízos. O Protocolo Nacional de Imunização permite que a pessoa seja vacinada mais de uma vez contra a mesma doença. 

Para saber qual vacina tomar, consulte o calendário de vacinação divulgado no site do Ministério da Saúde.

Como tirar a 2a via da carteira de vacinação?

Segundo o site Brasiliana 2a via, e o quadro de informações da ANVISA, a segunda via do documento pode ser solicitada na unidade de saúde em que as vacinas foram administradas. Isso será mais fácil para quem tomou todas as doses no mesmo posto. Onde há maior chance de encontrar os dados sobre o histórico de imunização.

Contudo, a digitalização e o armazenamento das informações começou há pouco tempo. Uma vez que os postos não eram obrigados a guardar esses registros. Mas, vale a pena tentar.

Caso isso não seja possível, o indivíduo pode ir ao posto de saúde mais próximo de sua casa para solicitar a 2a via do documento. Apresentando documento de identidade e informações requeridas pelo profissional de saúde.

Vacinação e a COVID-19

A pandemia provocada pela COVID-19 deixou o mundo inteiro perplexo. Nos meses seguintes de restrição e isolamento, cientistas do mundo inteiro começaram uma corrida em busca da vacina à altura do desafio de combater a doença. As vacinas chegaram e agora a população aguarda a sua vez para ter a imunização.

As vacinas são parte importante no combate às doenças e imunização das populações de todo o mundo. Se você não tem certeza sobre as vacinas que tomou, procure logo o posto de saúde. Na dúvida, vacine-se! Acompanhe o calendário de vacinação e certifique-se que todas as vacinas estão em dia. 

Esperamos que estas informações ajudem a recuperar o seu histórico de imunizações. Embora não seja obrigatório, o governo ressalta que ter a posse do documento auxilia na comprovação do histórico vacinal. Tirar a segunda via da carteira de vacinação possibilita o registro das proteções futuras, e até mesmo das passadas. 

É imprescindível que todos os brasileiros recebam um comprovante de imunização. Portanto, guarde num local de fácil acesso, preservando a atenção nas próximas campanhas de vacinação. 

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e