Colombia navega em mar de incertezas após 1 mês de protestos

A crise mais delicada da história recente da Colômbia, desencadeada por protestos contra o governo do presidente Iván Duque, completa um mês nesta sexta-feira sem solução para os bloqueios e a instabilidade política que impedem o funcionamento normal do país e muito menos para problemas crônicos como a pobreza e a desigualdade.

As manifestações, que se espalharam pelo país nos primeiros dias, mas depois perderam força à medida em que o vandalismo aumentava, deixaram pelo menos 43 mortos – um número que varia dependendo da fonte -, 129 desaparecidos e duros prejuízos para a economia, de empresas a agricultores e comerciantes. EFE

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e