Cinco hospitais brasileiros testarão plasma sanguíneo contra Covid-19

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações informou nesta semana que cinco hospitais brasileiros começaram a testar plasma sanguíneo em pacientes com a Covid-19. O estudo quer verificar se o plasma de pessoas já recuperadas da doença pode ajudar em quem ainda está batalhando o novo coronavírus.

A pesquisa inclui 120 participantes nos hospitais das clínicas da faculdade de medicina da USP, da Unicamp e de Ribeirão Preto, do hospital Sírio-Libanês e do hospital Israelita Albert Einstein.

Para participar do estudo, é preciso manifestar a forma grave da doença, não receber ventilação mecânica e ter desenvolvido os sintomas dez dias antes do monitoramento.

Os pacientes que se encaixam nos critérios estabelecidos nas cinco instituições participantes são convidados a participar voluntariamente. Ao aceitar, são dividos em três grupos: um recebe 200 ml de plasma, outro, 400 ml, e o terceiro, não recebe nada.

“A expectativa é boa. Há um grupo de pacientes, aqueles que ainda não precisam de ventilação mecânica, que parece se beneficiar desse tratamento”, disse o diretor de pesquisa do Albert Einstein, Luiz Vicente Rizzo.

O MCTIC está financiando o teste com R$ 5 milhões, provenientes do crédito extraordinário para apoio de projetos de pesquisa no enfrentamento da pandemia.

O Hemocentro do Rio de Janeiro vem trabalhando em uma iniciativa semelhante desde o início de abril. CNN

Por

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e