Cidade do Rio mantém proibição de eventos e funcionamento de boates

Estabelecimentos dentro de shopping centers e centros comerciais devem ter ocupação máxima de 40% em locais fechados e de 60% em locais abertos

O município do Rio de Janeiro decidiu prorrogar, até 31 de maio deste ano, as medidas restritivas para conter a pandemia de covid-19. Segundo o decreto publicado hoje (20) no Diário Oficial do Município, continua proibido o funcionamento de boates, danceterias e salões de dança.

Também estão proibidos eventos, como festas e rodas de samba, em áreas públicas ou particulares e a entrada de veículos de fretamento (com exceção dos serviços regulares para empresas ou hotéis) no município.

As academias de ginástica e centros de treinamento podem manter suas aulas coletivas desde que cada pessoa tenha um espaço de quatro metros quadrados, ou seja, que esteja dois metros distante de outra pessoa.

Em bares e restaurantes, a distância entre as mesas é também de dois metros. Música ao vivo só está permitida até as 23h.

Estabelecimentos dentro de shopping centers e centros comerciais devem ter ocupação máxima de 40% em locais fechados e de 60% em locais abertos. Isso vale também para espaços culturais e de lazer, como museus, parques de diversão e cinemas.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e