Cidade do Rio de Janeiro suspende vacinação de jovens

A SMS informou que, no momento, só há estoques para garantir a aplicação da primeira dose nos adultos acima de 50 anos, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas a partir de 18 anos

Devido à falta de vacinas contra a covid-19, o município do Rio de Janeiro informou que suspendeu o calendário de aplicação da primeira dose por idade. Hoje (11), seriam imunizados os jovens de 24 anos.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que, no momento, só há estoques para garantir a aplicação da primeira dose nos adultos acima de 50 anos, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas a partir de 18 anos. A segunda dose também está mantida, conforme a data prevista no cartão de vacinação.

Segundo a secretaria, o Ministério da Saúde tem em estoque 5,8 milhões de doses da vacina fabricada pela norte-americana Pfizer; 3,4 milhões da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, e 1,1 milhão de Astrazeneca/Fiocruz. A prefeitura reforçou o pedido para que o ministério distribua as vacinas em, no máximo, 24 horas a partir da entrega pelas fabricantes. A secretaria diz ainda que “também considera fundamental que o ministério apresente um calendário de distribuição, visto que a Pfizer, a Fiocruz e o Butantan entregam as vacinas nas datas previstas em contrato”.

De acordo com o Ministério da Saúde, o processo de distribuição das doses “segue etapas rígidas, conduzidas no menor tempo possível, que inclui a verificação da qualidade das doses recebidas”. “Após a liberação das vacinas para o envio, a operação logística é montada em tempo recorde e as doses chegam aos estados e ao Distrito Federal em até 48 horas”, diz o ministério.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e