Chanceler alemão alerta para que o conflito na Ucrânia não se espalhe

Scholz também disse que o presidente russo, Vladimir Putin, sozinho, e não o povo russo, assumiu a responsabilidade pelo ataque à Ucrânia, mas ele "não vencerá"

O Ocidente empregará todos os recursos disponíveis para garantir que o conflito na Ucrânia não se espalhe para outros países da Europa, disse o chanceler alemão, Olaf Scholz, em um discurso televisionado para a nação nesta quinta-feira (24).

“Putin não deve subestimar a determinação da Otan de defender todos os seus membros. Isto se aplica expressamente aos nossos parceiros da Otan nos Estados Bálticos, Polônia e Romênia, Bulgária e Eslováquia. Não há ‘se’ ou ‘mas'”, disse o chanceler.

Scholz também disse que o presidente russo, Vladimir Putin, sozinho, e não o povo russo, assumiu a responsabilidade pelo ataque à Ucrânia, mas ele “não vencerá”.

“Com o ataque à Ucrânia, o presidente Putin quer voltar atrás no tempo. Mas não há como voltar atrás no século 19, quando grandes potências dominavam os líderes dos Estados menores”, disse Scholz.

Reuters

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e