Cenário externo leva dólar à maior alta em três semanas

Em um dia de instabilidade no mercado internacional, o dólar teve a maior alta em três semanas. O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (13) vendido a R$ 3,487, com valorização de R$ 0,056 (1,62%).

Em termos percentuais, essa foi a maior alta diária da moeda norte-americana desde 23 de maio, quando o dólar havia subido 1,82%. Mesmo com a alta de hoje, a divisa acumula queda de 2,54% em junho e de 11,7% em 2016.

Novamente, o Banco Central (BC) não interveio no câmbio. Na cerimônia de transmissão do cargo hoje, o novo presidente do BC, Ilan Goldfajn, reafirmou o compromisso no regime de câmbio flutuante, um dos pilares do chamado tripé macroeconômico.

Moedas dos principais mercados emergentes estão sendo pressionadas por diversos fatores externos, entre os quais a queda nos preços do petróleo e a maior percepção de risco pelos investidores ante a cautela pela reunião do Federal Reserve (Banco Central norte-americano) esta semana, em que se definem os juros básicos da maior economia do planeta.

Na Bolsa de Valores se São Paulo (Bovespa), o dia foi de recuperação. Depois de duas sessões seguidas de queda, o Ibovespa, índice da Bolsa de São Paulo, subiu 0,48%, encerrando aos 49,661 pontos.

*Com informações da Prensa Latina

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e